Nosso Projeto

PRÊMIO VOGUE ECOERA (2015) | PRÊMIO BRASIL DESIGN 3M (2016)

Valorizar as pessoas que pensam, criam, costuram nossa trama e nossa história. Abrimos nossos custos, chamamos você pra perto, investimos menos em falar da gente e mais em quem constrói cada ponto da nossa marca, que é uma ciranda, uma união, uma conversa de aprender juntos.

1º Marca de custos abertos do Brasil

UMA APOSTA NA TRANSPARÊNCIA  + CONSUMO CONSCIENTE

Em 2015, resolvemos abraçar o que já era nossa própria alma: o artesanato. Mas como abraçar o handmade e privilegiar o fazer manual sem que o foco disso tudo fossem as pessoas? O artesão e o designer! Quem cria, quem se põe a criar com linha e agulha, quem costura, quem revisa, distribui as peças.

Pensando nisso, resolvemos expor os custos envolvidos no processo de produção de cada uma das nossas peças. Um jeito de chamar atenção não só para as nossas prioridades, mas de questionar o que muitas vezes está posto na feitura de um produto de moda. Fomos a primeira marca de moda no Brasil a lançar essa iniciativa.

Essa iniciativa tem intenção de mover o consumidor em direção a perguntas como:

 “O que há por trás e como funciona a cadeia de moda e de produção de uma forma geral? Que tipos de vida e pensamentos incentivamos com as nossas formas de consumo?”

Nossa ideia é:

Menos esforço financeiro investido na exposição da marca e mais dedicação a quem realmente faz a Catarina Mina. Isso se concretiza na escolha da matéria-prima, no valor pago às costureiras e artesãs e também através do respeito ao seu modo específico de produção. As crocheteiras têm a segurança da renda mensal, mas trabalham em suas casas, no seu tempo e no seu ritmo próprio. As artesãs traçam ojeito de ser da Catarina Mina e participam efetivamente dos ganhos da empresa. E isso não é fazer discurso. É, simplesmente, o respeito à razão de ser da nossa marca.

O mais bonito de Uma Conversa Sincera é assumirmos que é um projeto, e que ele nunca está ou estará pronto. É questionando, conversando, repensando, que a gente vai achando uma resposta e principalmente chamando oconsumidor para participar conosco. Consumidor, artesão e designer em uma roda, uma ciranda, uma rede. Uma Conversa Sincera

{+ sobre o projeto #umaconversasincera}

Se a base do nosso trabalho é a conversa, ela não pode acontecer só da porta pra dentro. Conversa que é boa transpõe a janela, faz caminho pra outra freguesia.

#umaconversasincera é quando: você sabe quem faz sua bolsa, fio a fio dos charms, quem passa a corrente, costura o forro. Você sabe quem desenha, inventa, fotografa, escreve, manda bolsa pra Camila, Nicole, Bia, Thay, torce pra que elas usem a marca e queiram a causa do artesanato pra si. Você sabe quem faz a newsletter, a produção. Você sabe quem lá em Itaitinga junta gente ao redor e ensina a arte de enlinhar, de entrelaçar, o bordado, a tapeçaria, a costura manual. Quem do Morro Santa Terezinha vê o movimento de casa, enquanto faz a receita no caderno do crochê. Você sabe quem embala. De quem são as unhas vermelhas nas fotos, quem está por trás do acompanhamento dia a dia. Você sabe tudo sem perguntar a ninguém, temos os custos abertos. É por isso que todo mundo (colaboradores, artesão e consumidores) é um pouco sócio da Catarina Mina, canta junto, faz ciranda. Apostar nessa ideia faz da gente um de vocês, faz de você um dos nossos. Então a proposta é que nos próximos dias mais do que nunca, vocêjunto com a gente faça parte desse projeto.

{Partilhando resultados}

2 anos do projeto #umaconversasincera

{Conheça nossos valores}

# Custos Abertos + Transparência
# Produto Artesanal
# Compre do pequeno
# Respeito na produção
# Economia afetiva
# Feito no Brasil
# Pensamento em rede
# Consumo consciente
# Eco-friendly
# Design atemporal
# Valorização da cultura local